Monday, 9 December 2013

MRM BCAA+G e glutamina

Sabe por que razão MRM BCAA+G é o suplemento em que pode confiar para conseguir ganhos sustentados de massa muscular? Pois bem, desvendamos-lhe que uma das razões para o sucesso de  MRM BCAA+G é a glutamina. A L-glutamina é o aminoácido mais comum encontrado nos nossos músculos. Na verdade, mais de 60% do músculo-esquelético é composto por este aminoácido. O que acontece é que durante um treino intensivo, os níveis de glutamina ficam muito baixos o que tem implicações nomeadamente a nível da diminuição da resistência, força e recuperação. Os estudos têm demonstrado que pode levar mais de cinco dias para os níveis de glutamina voltarem ao normal.

A glutamina é extremamente importante porque desempenha um papel-chave na síntese de proteínas. É por isso que a suplementação com p MRM BCAA+G ajuda a minimizar o colapso do músculo. A suplementação com glutamina promove um saldo positivo de nitrogénio e evita, assim, a perda de massa muscular. A glutamina aumenta também a capacidade do organismo segregar a hormona de crescimento, que ajuda a metabolizar a gordura corporal e suportar o crescimento muscular. MRM BCAA+G potencia a recuperação muscular ao mesmo tempo que ajuda a reduzir a gordura corporal. As pesquisas têm demonstrado que tomar apenas 2 gramas de glutamina é suficiente para aumentar os níveis da hormona de crescimento em cerca de 400%.

A glutamina é ainda fundamental para o ganho de músculo por ser anti-catabólica, ou seja, previne a decomposição das proteínas de seus músculos como fonte de energia. Isso acontece porque o corpo consegue utilizar a glutamina para produzir glicose e, assim, gerar energia para o treinamento. É ainda um aminoácido que possui propriedades metabólicas importantes no crescimento e na manutenção de células e tecidos, por exemplo, os rins processam a glutamina para favorecer a eliminação de amónia que em excesso se torna tóxica, já no sistema nervoso central, a glutamina é precursora do neurotransmissor ácido gama-amino-butírico. Os músculos são os maiores produtores e armazenadores de glutamina.



Já que o tecido muscular é o órgão armazenador de glutamina, prevenir a perda de massa muscular seria a melhor estratégia para preservar a glutamina endógena, dispensando até sua suplementação. Para se prevenir o catabolismo muscular, deve-se ingerir quantidades suficientes de carboidratos complexos diariamente e se alimentar em intervalos de 3 horas. O uso da glutamina está destinado ao anabolismo muscular e ao seu efeito anti-catabólico. Uma excelente fonte natural de glutamina é o soro do leite e o glúten, a proteína do trigo. A glutamina é naturalmente produzida nos nossos músculos e pode ser também encontrada em muitos alimentos ricos em proteína como carnes, peixes e derivados do leite.

A glutamina deve ser consumida regularmente ao longo do dia, contudo, os momentos mais importantes são depois da atividade física e antes de dormir. É também favorável tomar glutamina logo após a atividade física juntamente com carboidratos simples.

Porém nunca é de mais lembrar que, apesar dos benefícios demonstrados por MRM BCAA+G, deve consultar um profissional que pode aconselhá-lo corretamente na toma, nomeadamente a nível de dosagem. Desta forma poderá potenciar os efeitos pretendidos e atingi-los de maneira rápida e segura.